O projeto de lei do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que pune com prisão a “heterofobia” será votado na Comissão de Direitos Humanos.

Cunha, suspeito de ter movimentado 500 milhões de dólares de propina em contas secretas na Suíça, é conhecido por patrocinar iniciativas legislativas de caráter conservador e de afronta à comunidade LGBT.

Esse projeto de Cunha, se aprovado, vai punir com reclusão quem discriminar os heterossexuais. Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Pimenta (PT-RS), o projeto “é um deboche” e desqualifica a luta histórica da comunidade LGBT.

Comentários meus. Obs: contém ironia:

Concordo com este projeto. Nós heterossexuais somos constantemente discriminados, somos expulsos de nossa casa, por nossos pais, por gostarmos de pessoas diferentes do nosso sexo e apanhamos sempre na rua por isto. O projeto do Cunha tem artigos interessantes:

 Art. 3º Os crimes resultantes de discriminação contra heterossexuais serão punidos na forma desta Lei.

Art. 4º Impedir, recusar ou proibir o ingresso ou a permanência em qualquer ambiente ou estabelecimento público ou privado, aberto ao público: Pena – reclusão de um a três anos.

Art. 6º Impedir ou restringir a expressão de afetividade em locais públicos ou privado abertos ao público:Pena – reclusão de um a três anos.

Realmente. Eu, heterossexual, sempre sofri com tudo isto. Muito ruim chegar num lugar e falar que sou heterossexual. Horrível nunca poder dar um beijo em minha noiva em público, porque quando faço isto sempre restringem a minha expressão de afetividade e não consigo demonstrar como gosto dela. Andar no shopping de mãos dadas? Nem pensar. Nunca fiz. Uma vez fui tentar e ficaram olhando para mim e fazendo piadinhas.

Só uma coisa pra dizer: Obrigado, Cunha. Realmente, nós heterossexuais sofremos muito e precisamos de apoio. Somos historicamente e presentemente discriminados e desvalorizados!